Reangels-IFGEOOO!

A partir de agora estaremos incluindo informações..... GEOgráficas!!! Acompanhem o Blog, participem, contribuam! mais: elsaregis.ifgeooo! Cacoal-RO Brasil junho/2015 via aérea (eu estava lá! nos a r e s )

Apresentado a

2 de outubro de 2012

ME DÁ UM AUTÓGRAFO? 4 FRANCESCO ETTORE BARATTO

O ano é 2012 e o local, Anfiteatro na Ala da Maternidade do Hospital Israelita Albert Einstein, onde médicos - músicos e convidados ensaiam em uma orquestra regida pelo então maestro Nasari Campos.
Durante o intervalo começo a conhecer os participantes visto ser nova no local. Entre eles, um dos violinistas, aquele que sempre afinava meu violino - para ganhar tempo e garantir um ensaio perfeito.
Perfeição ! Essa é a palavra mais correta para se utilizar quando nos referimos a FRANCESCO ETTORE BARATO: Atualmente contando seus 72 anos de idade, completados em outubro, podemos dizer que é um idoso na idade mas um experiente na vivência!
Italiano de Valdobbiadene, iniciou seus estudos aos 12 anos de idade, sempre abraçado a seu violino, faz soar uma afinação imprescindível.
Tive a honra de ser sua aluna e, criada com Europeus, sempre fui disciplinada o suficiente para entender a disciplina exigida em suas aulas. Um tom é um tom, não meio. Aqui falta um tempo como que só um pouquinho, mas a nota certa é essa.  Porque levantar os dedos? Não tem necessidade. Ainda em minha insistência ouvia: Ah! se eu pudesse colava seus dedos uns nos outros. Eu brincava: vamos engessar a mão nesta posição?
_ A técnica é uma mecânica...Vamos....novamente,  e novamente, e outra vez...
E tive ainda a honra de ser uma das pessoas que divulgava seu trabalho: Apresentações em seu melhor estilo. Em eventos nobres, espaços especiais, comemorações e recepções.
Ex-fundador da empresa "violinos de São Paulo", atual responsável pelo  "BIADENE" - grupo musical, corre o mundo em suas apresentações.
Acompanhei-o em algumas de suas atividades, e que delícia ouvir a limpidez na execução musical que ele faz em seu violino (e mesmo na viola que ensaia no Clube Pinheiros). O instrumento é uma parte de seu corpo - uma extensão de seus braços, digamos. Só descansa quando no estojo nos intervalos de uma ou outra apresentação.
Mas não é só a perfeição de sua execução musical que o faz ser diferente. Sua personalidade marcante, sua preocupação constante com a evolução de seus alunos é admirável.
Lembro-me de que, quando ainda sua aluna, tive uma inesperada "visita" ao um dos grupos de música onde estudava. Ele simplesmente se colocou numa posição estratégica de onde podia ver "TODOS" os movimentos de arcadas e dedilhados que executávamos. Anotou tudo "na mente" e quando terminou o ensaio me passou uma "sabatina" de atuação. Não parou aí: Acompanhou meus ensaios em outra orquestra, me forneceu material suficiente para melhor execução da música e então, um dia, sentou-se ao meu lado e me orientou sobre não abarcarmos o mundo com as mãos. Música precisa dedicação. Dedicação às técnicas, ao estilo, aos detalhes, tempo, tempo e tempo para estudar; estudar SEMPRE, a todo momento possível, não ser relaxado, levando de qualquer maneira. A música é sublime, é uma arte que é para poucos então deve ser bem apresentada.
Ainda somos colegas de orquestra o que me faz, sempre que preciso, aprender um pouco mais.
O Professor FRANCESCO é de um temperamento tranquilo, prestativo, diligente, dono de uma sabedoria extrema, conhece de tudo um pouco mas é exigente ao extremo em suas cobranças de disciplina musical. Isso o faz ser essa pessoa incansável na manifestação de seu amor à música.
Senhor de uma família admirável de músicos, com sua terceira geração se destacando nos melhores grupos musicais. Pai dedicado, amigo prestativo, músico eficiente.
Por esse motivo acreditamos merecer um espaço em nossa galeria. - ME DÁ UM AUTÓGRAFO?

Nenhum comentário: