Reangels-IFGEOOO!

A partir de agora estaremos incluindo informações..... GEOgráficas!!! Acompanhem o Blog, participem, contribuam! mais: elsaregis.ifgeooo! Cacoal-RO Brasil junho/2015 via aérea (eu estava lá! nos a r e s )

Apresentado a

21 de dezembro de 2012

COMPLEXO DE CINDERELA


fonte: http://www.cultura.trd.br/index.php/emidio-lista-de-artigos/249-complexo-de-cinderela

O “complexo de Cinderela” é um termo decorrente de um personagem de contos de fada e que consiste num desejo psíquico e emocional de certas mulheres de livrar-se de suas responsabilidades básicas, tentando para isso encontrar alguém que se disponha a sustentá-las e protegê-las material e moralmente.

Vivem como se estivessem a esperar a figura de um “príncipe” imaginário, quase sempre projetado para o casamento, o que não raras vezes leva a decepções ou frustrações afetivas, quando o namorado, noivo ou cônjuge não atende suas expectativas e ansiedades.

Também os homens podem ser portadores do complexo de Cinderela. Ele pode ocorrer tanto nas mulheres quanto nos homens cujo psiquismo feminino esteja, acentuadamente, voltado ao desejo da proteção afetiva que lhes possibilite tanto a ajuda quanto a sustentação em suas atividades. O complexo de Cinderela pode ser prejudicial ao desenvolvimento psicológico e ao equilíbrio emocional, quando decorre da ociosidade, dos medos ou fobias, causados por mágoas, frustrações, ressentimentos, desejo de vingança ou incompreensão da realidade da vida.

O complexo de Cinderela pode levar uma pessoa a projetar um modelo afetivo inexistente, Todavia nem todas as pessoas que assim procedem são portadoras do complexo de Cinderela. No entanto, é freqüente que homens e mulheres projetem um modelo de perfeição física, intelectual e moral naqueles a quem buscam se ligar afetivamente ou idealizem alguém que atenda a todas as exigências de perfeição para se casarem.

De modo geral, o modelo afetivo projetado para a desejada satisfação afetiva causa decepções. É possível que esse modelo projetado seja encontrado em parte, aliado a outras características que venham a surpreender, de tal modo que seja possível que os dois possam vir a estabelecer uma afeição sincera.

É possível perceber no ente querido o que é real e o que é imaginário, mesmo que as pessoas busquem projetar a sua melhor imagem para persuadir ou impressionar aqueles com quem desejam estar ligadas afetiva ou socialmente. Através da observação criteriosa, da intuição ou da convivência, é possível compreender a natureza íntima de alguém, perceber características positivas e negativas, potencialidades e limitações intelecto-morais, evitando-se amarguras, desilusões, angústias e traumas psicoemocionais, além do impulso de condenar, julgar ou agir precipitadamente.

Nenhum comentário: